Categorias Animes

Conheça um pouco mais da história da Kusanagi de Orochimaru e de Sasuke

Armas no universo de Naruto ajudam muito em uma luta, porém não são uma essencialidade. No entanto, mesmo que seja a réplica da original, a Espada Kusanagi de Sasuke foi uma das melhores amigas do personagem durante longos anos, até ser perdida em Boruto: Naruto Nex Generations.

Conheça um pouco mais sobre a sua história e de sua variante original abaixo:

O mito da verdadeira Kusanagi:

A espada de Sasuke é a réplica da Kusanagi original, portanto não é a mesma do mito japonês. A lenda diz que, Kusanagi (espada), Yata no Kamagi (espelho) e Yasakani no Magatama (jóia), foram objetos dados ao governante ascendente durante sua coroação como imperador.

Após lutar contra Yamata no Orochi, o deus Susano’o encontrou na quarta cauda da cobra a espada Kusanagi e resolveu presentear a deusa Amaterasu a fim de reconciliar-se com ela.

Diferentemente da espada de Sasuke, a original de Orochimaru possui habilidades naturais devastadoras. Não se sabe ao certo como o Sannin a conseguiu, porém ele pode controlá-la com a mente e cortar praticamente tudo com sua lâmina.

Mesmo Enma que consegue se transformar em um bastão de diamante, observou que a espada o deixaria bastante dolorido. Contudo, vale lembrar que a Kusanagi não perfurou o quatro-caudas, fazendo referência a quarta cauda de Yamata no Orochi de onde Susano’o a retirou.

Orochimaru deu a Sasuke uma cópia da Kusanagi, um chokuto – espada reta de lâmina única. Embora não tenha os mesmos poderes que a da lenda, Sasuke consegue implementar o elemento relâmpago nela para aumentar o nível da perfuração e resistência da mesma.

Quando Itachi voltou pelo Edo-Tensei, ele usou a espada por um curto período na luta contra Kabuto. Madara, por sua vez, usou ela para perfurar o coração de Sasuke na guerra. Em seguida, ela acabou sendo descartada pelo Uchiha. Já em Boruto, a espada que Sasuke usa não é a cópia da Kusanagi, e sim outra.

E você, curtiu o post? Em seguida veja:

Compartilhar
Publicado por
Matheus Gimenez

Utilizamos cookies para melhorar sua experiência.